top of page
  • Foto do escritorLuís Fragetti

Vacina Febre Amarela fracionada


Os surtos de febre amarela em curso no Brasil ameaçam evoluir para uma epidemia.


A epidemia de febre amarela pode ser evitada com o uso de vacina.


O suprimento de vacinas disponibilizado, no entanto, não é suficiente para o atendimento da população brasileira, sequer nas areas de maior risco, o que levou a que o governo brasileiro, imitando o que foi feito em Angola, viesse a adotar uma dose fracionada da vacina.


A estratégia de fracionamento da vacina da Febre Amarela se faz recomendada quando se somam as seguintes condições: na presença de aumento de epizootia (morte de macacos contaminados com o vírus da Febre Amarela) (1) mais a ocorrência intensificada de casos de Febre Amarela em primatas humanos (2), incidindo em áreas com índice populacional elevado, (3) que não eram previamente consideradas de risco (4) quando há necessidade de fazer poupança da vacina por falta de disponibilidade (5).


A dose fracionada, teoricamente viável para estabelecer imunizacao, fica entre 20 a 25% da dose convencional, ou seja, uma dose convencional para uma pessoa (1) seria dividida para atender de quatro a cinco pessoas (4 a 5), estabelecendo a poupança requerida para a campanha de vacinação se realizar.  A dose padrão de 0,5ml (100%) pode ser reduzida para 0,1ml (20%), rendendo na pratica 4 doses em função da manipulação.


O fracionamento de dose é uma estratégia efetiva para reduzir a taxa de ocorrência de infecção, porém com perda de eficácia e assim sendo, é similar à vacina de dose padrão em segurança e imunogenicidade, porém não com a mesma eficácia, necessitando de reforço após 8 anos do tempo decorrido da data da aplicação inicial. 


Há, portanto, a necessidade de garantir a robustez da vacinação por dose fracionada, normatizando-se a necessidade e tempo para realizar o reforço e, particularmente, reavaliando as contraindicações da vacina, entre elas as relacionadas com a idade da pessoa com ou sem comorbidades.

2 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page