top of page
  • Foto do escritorDr. Luiz Fragetti | Cliesp Vacinas

VACINA DA POLIOMIELITE SOMENTE INJETÁVEL?


VACINA DA POLIOMIELITE SERÁ SOMENTE INJETÁVEL

A decisão de substituir a vacina oral da poliomielite (VOP) pela vacina injetável (VIP) é baseada no fato de a VOP ser uma vacina de vírus vivos atenuados, o que significa que há uma pequena chance de ocorrerem casos de poliomielite associados à própria vacina. Embora casos de poliomielite causados pela própria vacina sejam extremamente raros, essa preocupação levou à busca por alternativas mais seguras. A vacina injetável (VIP), por outro lado, é feita com vírus inativados, eliminando o risco de causar poliomielite.

Além disso, a erradicação da poliomielite em muitos países levou a uma mudança de estratégia no combate à doença, transitando de VOP trivalente para bivalente, eliminando o tipo 2 do virus. A introdução da VIP restaura o tipo 2, ou seja conterá os virus tipos 1, 2 e 3, ajudando a manter o país livre do vírus selvagem tipo 2 da poliomielite e, ao mesmo tempo, reduzindo o risco de casos de poliomielite causados pela VOP.

É importante ressaltar que a transição de uma vacina para outra é processo gradual que envolve avaliações criteriosas da situação epidemiológica, segurança e eficácia das vacinas.

Assim, vacina injetável protege contra os tipos de poliovírus 1, 2 e 3, mas utiliza os vírus inativados (mortos), o que significa que eles não são capazes de causar a doença. A remoção do vírus tipo 2 da VOP foi uma medida adotada para prevenir a ocorrência de casos de poliomielite associados à própria vacina.

#la_fragetti. #cliespvacinas#cliespevacinas#papodevacinas

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page