top of page
  • Foto do escritorLuís Fragetti

Sarampo de volta?


A confirmação de novos casos de sarampo em São Paulo faz lembrar #vacinarparanaovoltar (vacinar para não voltar) e sinalizar a preocupação de que a pandemia (2020-2022) facilitou a redução da cobertura vacinal, gerando a possibilidade de um novo surto da doença, que já havia acontecido em 2019. Em 2021 menos de 50% da população alvo recebeu as doses da vacina que protege contra o sarampo. Assim, acendeu-se um alerta, que motiva uma ação enérgica das autoridades sanitárias de bloquear a transmissão autóctone do sarampo - aquela em que os pacientes contraíram a doença no próprio estado, sem viajar ao exterior e também sem ligação entre si - e imediatamente recuperar a cobertura vacinal da população alvo em níveis idealmente de 95% de vacinados. O governo de São Paulo prepara uma campanha para incentivar a vacinação das crianças de até 5 anos, público-alvo da imunização, para a qual há a necessidade de rápida e intensa adesão da população, que deve entender que a ​forma mais eficaz de prevenção é a vacinação.

0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Variante Omicron pode ser uma boa novidade?

Em pandemias, com alta circulação de um vírus, é esperado que haja mutações que possam torná-lo mais ou menos transmissível e/ou mais ou menos letal. No caso do coronavírus causador da COVID-19, com

Comentarios


bottom of page