top of page
  • Foto do escritorLuís Fragetti

Asma equivalente

Atualizado: 15 de set. de 2022


ASMA VARIANTE COM TOSSE OU VARIANTE TUSSÍGENA DA ASMA.
Asma tosse-variante é um tipo de asma em que o principal sintoma é a tosse.

A tosse tipo não produtiva caracteriza essa situação equivalente de Asma.

As pessoas com asma tosse-variante muitas vezes não apresentam outros sintomas "clássicos" da asma, como chiado ou falta de ar.
Asma tosse-variante é às vezes chamada de tosse crônica para descrever uma tosse que durou mais de seis a oito semanas.

A tosse como equivalente da asma pode ocorrer durante o dia ou à noite, quando pode interromper o sono, caracterizando o despertar noturno por tosse ou a antecipação do acordar.

Pessoas com asma tosse-variante muitas vezes percebem que a tosse aumenta com o exercício, denominando-se de asma induzida por exercício, podendo ocorrer com esforços mínimos como falar alto ou dar risada.

Essa tosse pode aumentar quando esses indivíduos são hiper- expostos a desencadeantes da asma como variação climática, poluentes ou expostos a substâncias que causam alergia, como poeira domiciliar contendo ácaros.

Outros fatores desencadeantes que determinam essa Asma são infecções das vias aéreas, particularmente as virais, como vírus do resfriado comum e vírus da gripe.

Pode apresentar-se associada com Rinosinusite e Doença do Refluxo Gastro Esofágico.

Além disso, medicamentos podem estar associados com essa asma tosse-variante, como por exemplo os beta-bloqueadores.

Os beta-bloqueadores são medicamentos usados para tratar a hipertensão arterial, arritmias cardíacas, insuficiência cardíaca, enxaquecas e outras condições. Os beta-bloqueadores também são encontrados em colírios para tratar o glaucoma e outros problemas oculares. Estes colírios podem causar sintomas de asma, incluindo tosse. Sensibilidade à aspirina também é citada como outra provável causa de tosse equivalente à asma.

Em Asma induzida por exercício cita-se a inalação de ar frio como importante determinante.

Embora seja mais comum em crianças pode ocorrer em qualquer idade, podendo evoluir para a Asma clássica, agregando sintomas como sibilância (chiado) e dificuldade respiratória (dispneia). O diagnostico da asma tosse-variante é eminentemente clínico porque a tosse pode ser o único sintoma, e tosse em si pode aparecer em qualquer bronquite ou ainda associada a gotejamento pós-nasal em rinosinusites.

O histórico da doença e o exame físico são fundamentais, no entanto, pessoas com asma tosse-variante muitas vezes têm exames físicos normais, bem como radiografia de tórax e espirometria igualmente normais.

A espirometria é um exame importantíssimo, envolve medir a quantidade de ar que se pode expirar depois de respirar fundo e com que rapidez se pode esvaziar os pulmões. O teste usa um dispositivo chamado espirômetro para fazer a medição.

Para sensibilizar o método pode-se realizar o teste de provocação com metacolina se os sintomas e teste de espirometria não confirmarem claramente asma. Quando inalada, a metacolina faz com que as vias aéreas de todos - mesmo não asmáticos - sofram espasmos e estreitamento. No entanto, indicará asma se desencadear sintomas com uma dose baixa. O teste da metacolina é considerado positivo - o que significa que a asma está presente - se a função pulmonar diminuir em pelo menos 20%. Um broncodilatador (droga de abertura das vias aéreas) é sempre dado no final do teste para reverter os efeitos da metacolina.

Outra forma de os profissionais de saúde diagnosticarem a asma variante da tosse é por prova terapêutica, ou seja, tratando a tosse com medicamentos para a asma. Se a tosse melhorar com o tratamento, você será diagnosticado com asma tosse-variante.

O tratamento da tosse como variante da Asma é exatamente o mesmo feito para a Asma clássica ou típica, utilizando-se de acordo com diretrizes, medicamentos broncodilatadores estimulantes adrenérgicos e ou inibidores colinérgicos, associados com corticosteróides, alcançando-se o controle sintomático ao final de seis a oito semanas.



2 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page